sexta-feira, 29 de maio de 2009

Almoço de hoje

Pois hoje fui a Newark almoçar no Sol-Mar e bati-me com esta  Cataplana (clicar na foto da Cataplana para ver o restaurante) e até pedi a receita.  Bati-me ainda com este     da Casa Ermelinda Freitas, de Palmela

Receita para 4 pessoas

Ingredientes 

400 g de tamboril

400 g de amêijoas

8 Camarões médios com o lombo descascado e tripa limpa

1 Lagosta com 600/800 g

2 tiras de pimento verde e pimento vermelho

1 tomate maduro (ou tomate em lata)

3 Cebolas grandes

3 Dentes de alho e coentros

Azeite

Margarina

Vinho branco

Gin

Bacon fatiado

Sal

Piripiri

 

Preparação

 

Tempere o tamboril e os camarões com sal.

Unte toda a cataplana com margarina, depois, coloque um fio de azeite no fundo da mesma, corte 3 cebolas em rodelas bem fininhas e coloque na cataplana.

Corte o tomate aos bocadinhos, aproveitando o sumo do mesmo para a cataplana, coloque o bacon, corte os alhos, tempere tudo com piri-piri e sal, 2 colheres de margarina, 4 fatias fininhas de cada pimento verde e pimento vermelho. Regue com vinho branco e um pouco de gin, tape e deixe cozer o refogado. Entretanto, num recipiente com água, sal e piri-piri, coloque o mesmo ao lume e deixe levantar fervura. Coloque em seguida a lagosta e deixe-a cozer menos do que o habitual (10/15minutos).

Retire-a depois e corte-a aos bocados.

Entretanto, vá vigiando o refogado da cataplana, não deixando secar o mesmo, colocando mais margarina e vinho branco.

Após 15/20 minutos a refogar, com a cebola bem mole, coloque na cataplana o tamboril, os camarões e a Lagosta e mexa tudo, voltando a tapar a cataplana.

8 a 10 minutos depois, coloque as Ameijoas com os coentros, borrife tudo com Gin, tape a cataplana e espere até as amêijoas abrirem com o vapor. Leve para a mesa e sirva. 

Observações 

Deve-se acompanhar a cataplana com batata às rodelas cozinhada dentro da própria cataplana ou com arroz branco de qualidade, bastante solto

10 comentários:

Natércia Martins disse...

Quem almoçou melhor ?

Fabre disse...

Isto não se faz.
São quase 8,3 horas, ainda não jantei e Tu serves-me esta fotografia?
Agradeço-te a receita, mas prepar-la demora o seu tempo...
Um abraço

Joao Facha disse...

Tás a enganar-me.......
Copias-te a receita de um dos livros que te mandei.......
Maroto............

Sérgio Lopes disse...

Ó Fabre, alguma vez tinha de vingar!

Vocês é que "cuspiram para o ar", principalmente essa menina mais nova que nós que se intitula de "velhinha", quando lhe convém.

Depois vem o João a reivindicar a receita. Não se pode confiar nos alentejanos.

Qual tempo a preparar. Enquanto se mamaram um uísques no bar? Não dei por nenhuma demora.
Confiram o restaurante: www.solmar-restaurant.com/

Sérgio Lopes disse...

A Cataplana acabou saindo cara. Foi assim:

Cheguei a casa, mudei de roupa e fui ao Wallgreens comprar uma coisas. Ia a sair do estacionamento do Wallgreens, já na faixa de rodagem, quando a Mrs Kimberley começa a manobra de marcha-atrás do seu Honda Civic e me bate entre a porta lateral e a porta da frente do Nissan Quest. A porta de acesso às duas filas de bancos de trás da Nissam fica INOP.
Causou-me danos na ordem dos $2.000. Logo nas duas portas! A senhora, na casa dos 30 e qualquer coisa, nada de deitar fora, chama a polícia, admite que é a culpada, troca os detalhes do seguro e carta de condução comigo, a polícia faz o relatório (necessário para o seguro) e cada qual vai à sua vida. Fica feita a digestão da cataplana.

Natércia Martins disse...

Pois é ........ E ainda te queixas !!!!!!!!

Sérgio Lopes disse...

Não deves ter lido bem.

Depois de um almoço agradável, a senhora Kimberley destruiu-me as duas portas do lado direito carrinha fechada Nissan Quest e não hei-de queixar-me? Uma das portas ficou totalmente inutilizada, nem sequer abre.

Vou publicar as fotos.

Natércia Martins disse...

A Cataplana foi fácil de digerir ...
Tu és dos que come com o inimigo e depois come o inimigo ?

Sérgio Lopes disse...

Terias querido dizer "inimiga"...

Se a "inimiga" se puser à feição, não sou muito esquisito na ementa...

Depois daquele "sarrabulho" à lá IVS em 1952, passei a comer quase tudo o que me disponibilizam...

Natércia Martins disse...

Afinal o Sarrabulho do Paiva ou te " afinou" o gosto ou te deu " traquejo" para outras ementas !!!!