domingo, 31 de maio de 2009

Sem ofensa.

Azulejo que encontrei numa " tasca" em Miranda do Corvo. Tal " relíquia" não se pode perder ...

9 comentários:

Joao Facha disse...

Onde tá o terceiro??
O Syrah do Sérgio já chegou a Miranda di Corvo ?

Sérgio Lopes disse...

Ó João, essa menina decidiu atormentar-me, dando-me roda de beberrão...

Natércia Martins disse...

Eu ? Nem pensar ....
O terceiro ? Não sei Por onde andará ?

Sérgio Lopes disse...

Natércia Martins disse...
Eu ? Nem pensar ....
O terceiro ? Não sei Por onde andará ?

Se fosse "a terceira" acreditaria que não sabes por onde anda, mas não saberes onde anda "o terceiro" já é difícil de acreditar...

Joao Facha disse...

Sérgio o tempo não perdoa..
Aposto que também tu já te não lembras da dita terceira.
Com boa vontade,talvez da primeira...
Dessa, eu, pelo menos, relembro sem saudade......

Joao Facha disse...

Zé, acode aqui esta "cambada" tá sempre a atirar para a cueca,e eu qualquer dia já nem fundilhos, quanto mais cueca.

Natércia Martins disse...

O Zé fugiu com medo de se lembrar da " terceira" Será ?

Sérgio Lopes disse...

Natércia, o problema é assim: Estão todos na zona do pânico.

Explico: Medo é quando pela primeira vez não há segunda. Pânico é quando pela segunda vez não há primeira! E tu vens com a terceira para cima do João?

Sérgio Lopes disse...

Joao Facha disse...
Sérgio o tempo não perdoa..
Aposto que também tu já te não lembras da dita terceira.
Com boa vontade,talvez da primeira...
Dessa, eu, pelo menos, relembro sem saudade......

João, está tudo muito mais na cabeça do que no corpo.

Pois para mim a terceira vem depois da segunda e a segunda depois da primeira. Não estou preocupado com a sequência temporal. Llega, quando llega ahahahahah