sexta-feira, 12 de março de 2010

A título de curiosidade, vejam como era Cernache do Bonjardim no princípio do século passado

9 comentários:

Sérgio Lopes disse...

Alguém consegue identificar o local?

Natércia Martins disse...

Claro que sim Amigo Sérgio.
Do lado direito era a loja do Amaral ( pai da Edite Amaral) Do lado esquerdo é onde depois, anos mais tarde o café do Cipriano. a Rua ainda lá está e ainda é a mesma. Do lago saiu o fontanário. Ainda do lado direito e não se vê é a Igreja Matriz.

Antonio Garcez disse...

Só falhaste um pequeno pormenor, a casa velha junto a essa "máquina" o automóvel, não deu lugar ao caf´r do Cipriano, mas sim á agência das camionetas da Companhia Viação de Carnache, o dito café, é ligeiramente mas ao lado esquerdo.
Por favor notem que naquela época existiam 3 bombas de gasolina. O movimento automóvel era intenso.

Natércia Martins disse...

É verdade Tens razão. Mas olha que ainda me lembro desse fontanário que se vê na fotografia.

Natércia Martins disse...

Olha lá Aquilo é um fontanário ou uma bomba de gasolina ?

Natércia Martins disse...

Ainda mais: Do lado esquerdo, na rua, era a loja do António Portugal, depois o Pivetas. Do lado direito lá ao fundo era a loja do Zé Matias e a pastelaria que não se vê.

Antonio Garcez disse...

Está quase tudo certo, só que aquilo não é um fontanário, mas sim uma bomba de gasolina. Das tres bombas que se veem, foi a única que sobreviveu até mais tarde,muito embora tenha recuado alguns metros, as outras duas eu já não conheci. Um dia destes vou colocar outra fotografia em que esta rua não era alcatroada.

Natércia Martins disse...

No início do Blog coloquei uma fotografia actual desta rua. Fui a Cernache de propósito tirar algumas fotos que coloquei aqui. Já viste ?

Sérgio Lopes disse...

Natércia, é definitivamente uma bomba de gasolina das antigas. Bem me lembro delas, dava-se à bomba e o reservatório de vidro enchia.