terça-feira, 15 de junho de 2010

Memórias da Lucília

Continuando com o arquivo fotográfico da Lucília
Reconheço 3 caras, mas apenas um nome. O primeiro da esquerda é o Biscaia, iramã da Locas e Mimi. E também creio que a garotinha ao fundo é a Natércia.
Quem dá o nome ao resto das caras?

8 comentários:

Natércia Martins disse...

Já nem eu me reconheço. Isto está lindo ....

Antonio Garcez disse...

Bom dia
Deitar cedo e cedo erguer....
O segundo da esquerda, com a pasta, é o Gaspar, o individuo de fato parece-me ser o prefeito João Engenheiro, De resto não reconheço mais ninguém. Quanto á menina lá ao fundo, penso que ninguém consegue reconhecer ninguém, está muito longe, tanto no tempo como na distância na foto, Não te culpes por isso, Natércia.
Repararam que á data da foto já tinham começado as obras do novo internato? Penso que a "máquina" que se ve é o carro do Ten. Mendes Nunes.

Natércia Martins disse...

Não me parece muito o Gaspar. Esse eu conheci bem E como esteve no Seminário quando chegou ao IVS era mais velho. Namorei com ele cerca de 4 anos.
O " pópó" parece-me um que era de um professor que muitos anos vim encontrar em Condeixa O Dr Queirós. Foi professor do meu marido aqui.

Sérgio Lopes disse...

Ó Natércia, não vai mais vinho para essa mesa ahahahahah Já nem a ti própria reconheces?!!!!!!

António, esse não é o prefeito João Engenheiro que era mais alto e mais magro. Tenho o nome do homem debaixo da língua, mas não saí. Lembro-me que quando estive na enfermaria com Gripe Asiática em 55 ou 56, ele olhava pelos pobres doentinhos

Antonio Garcez disse...

Quer dizer que falhei redondamente na minha apreciação.
Havia um prefeito de apelido Ministro, que eu fui encontrar mais tarde no CNA em Tomar, será esse?

JFM disse...

Quando falam de Biscaia ceio que se referem ao Rui. Privámos durante muito tempo aqui em Lisboa. Conhecia bem o seu pai o sr. Rui- que quando aí estudei fiz amizade que sempre se manteve - e a irmã que não recordo o nome. Fomos muito amigos. Um dia a "casa veio abaixo". E a minha amizade com o Rui, que era uma boa, transformou-se numa relação inexistente. Aprendi na vida que só há dois tipos de relações: as boas e ... as que não existem, porque as más fazem-nos muito mal.

Antonio Garcez disse...

Também a mim a asiática bateu á porta. Lembro-me perfeitamente que vinha a sair das aulas, desmaiei e só acordei no consultório do Dr. Farraia. Em minha casa só não chegou ao meu pai. Atribuiu o facto de comer muito mel, talvez tenha razão.
Quanto ao JMF, tens razão, é realmente o Rui Biscaia, filho do Rui Biscaia proprietário do único taxi existente em Cernache. A irmã, cujo nome já não me recordo, sei que chegou a namorar o Rui Mascarenhas, cantor muito em voga nessa época.
Natércia, tenho quase a certeza que é o Gaspar, mas tu conheceste-o melhoir que eu, é possivel que tenhas razão
José Melo, o teu contributo e os teus comentários tem sido preciosos para avivar a memória.
Obrigado

Sérgio Lopes disse...

O Rui Biscaia tem duas irmãs, a Locas que de facto teve uma relação com o Rui Mascarenhas, e a Mimi que enviuvou. De vez em quando troco telefonemas com a Locas, que continua a ser uma mulher bonita, e mais frequentemente e-mails. Mas não consegui persuadi-la a vir ao blogue.

A Mimi foi o meu par na primeira vez que dancei no Clube Bonjardim, mas não voltei a vê-la, nem a contactá-la desde que saí do IVS. Uma primeira vez, mesmo que seja a dançar, nunca se esquece. Nem ela deve ter esquecido por que a pisei várias vezes e fiquei com uma tremenda vergonha ahahahahah

São duas pessoas que fazem parte indelével das nossas vidas, pelo que tenho muita pena de que se mantenham alheadas.