quarta-feira, 9 de junho de 2010

Crónica de Antínio Mendes Nunes, o nosso 14

ESPECIALISTA HISTÓRIAS DE LISBOA

Cavalo de estimação

por António Mendes Nunes, Publicado em 09 de Junho de 2010
Tinha um cavalo mas não era branco como o de Napoleão e em comum com o imperador apenas tinha o metro e meio de altura e o facto de ser militar. Augusto Carlos Teixeira de Aragão nasceu em Lisboa no dia 15 de Junho de 1823. Formou-se em Medicina e, apesar de ter chegado a general e a cirurgião-mor do exército, os amores da sua vida foram a numismática e a arqueologia. Amigo íntimo de D. Luís, teve oportunidade de estudar as colecções do Estado e de vasculhar em arcas e baús de palácios e casas particulares em busca de moedas esquecidas dos tempos romanos e visigóticos.
Entre 1867 e 1875 publicou "Descrição Histórica das Moedas Romanas Existentes no Gabinete Numismático de Sua Majestade El-Rei O Senhor D. Luiz I" e "Descrição Geral e Histórica das Moedas Cunhadas em Nome dos Reis, Regentes e Governadores de Portugal", que ainda hoje são fundamentais no mundo da numismática e que o levaram, em 1876, a ser eleito para a Academia das Ciências.
Teixeira de Aragão viveu até à morte, em 1903, na Rua do Salitre, em frente ao entroncamento com a Rua Castilho, numa casa que hoje tem anexo um parque de estacionamento.
Entrava a cavalo pela porta principal e seguia por uma alcatifa vermelha até ao doce remanso das sombras do jardim, onde a montada tinha um confortável estábulo. Quando os amigos lhe criticavam tamanha maluquice, dizia-lhes: "Já por ali entraram cavalgaduras maiores e apenas com duas patas", dando o assunto por encerrado.
Editor de opinião Escreve à quarta-feira

1 comentário:

Sérgio Lopes disse...

História deliciosa, António MN

Lembra-me a história do que foi um dos melhores cavalos de corrida do Século XIX na Inglaterra, cujo nome era "Filho da Puta" e ganho a "English Triple Crown" em 1815 (ver http://www.racehorsebook.com/stlegersrace.htm) Ainda hoje se vendem gravuras do puro sangue "Filho da Puta" (Ver http://www.horseracinghistory.co.uk/hrho/action/viewRaces?id=5 )

Há várias versões sobre como o cavalo adquiriu o nome. A que eu ouvi em Londres foi que o dono do cavalo, Sir William Maxwell, resolveu pôr os ingleses a gritar "filho da puta" e que melhor maneira encontrou que pôr esse nome num cavalo ganhador.

De http://www.middleham-ta.nildram.co.uk/other.htm#l4 Filho Da Puta, winner of the St Leger in 1815 and the Doncaster Cup the following year (They'd never allow a name like that nowadays but Filho Da Puta was wittily named - his sire was Haphazard) ......