quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Grupo Desportivo Viação de Cernache

Nota do Sérgio: Usando do privilégio de administrador, aqui vai uma adenda à foto, recebida do António Gracez:
De pé e da direita para a esquerda:
Victor, Marques, Evaristo, ??, Chico, Artur e Brilhante.
Em baixo: 3 pés, Amâncio, Saul, ??, e Castanheira.
'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Tenho passado horas dos meus serões á conversa com o Saul e a trocar fotografias do tempo em ele era jovem e jogava futebol em Cernache. Tem sido uma emoção enorme falar com ele e ve-lo através do messenger com camara de video, ele está a 6.400 kms de nós.
Vou colocar esta foto da equipa de futebol (não posso precisar o ano), eu consegui identificar quase todos os elementos e deixo aqui um desafio aos colegas para que tentem fazer essa identificação.
Esta deve ser a ultima vez que entro no blog este ano. Gostaria de deixar aqui um apelo aos nossos colegas que " espreitam " o blog. Não tenham vergonha de entrar, critiquem se for o caso, mas entrem e partilhem com todos nós tudo o que possuem relacionado com o IVS. Eu sei que, embora não entrem, ficam emocionados quando recordam a nossa passagem por aquele colégio que infelizmente já morreu, mas que está bem vivo na memória de todos nós e que, recordar os tempos em que Cernache era um alfobre de gente que ao longo da vida pôs em prática os ensinamentos adquiridos naquela escola, é dar-lhe ainda um pouco de vida.
Esta é a minha modesta mensagem de Natal. Por mim, obrigado por todas as emoções.
FELIZ NATAL

3 comentários:

Sérgio Lopes disse...

Para quem, como eu, é um pouco mais velho que tu e sabe que já está em regime de “contrato precário” com a vida, contrato aliás revogável a qualquer momento, foi com grande emoção - quase incontrolável - que li este teu substancial escrito e o teu apelo aos que “espreitam” o nosso blogue, sem contudo contribuírem. Aqueles contam-se entre os anos mais felizes da minha vida, cujas memórias me acompanharam por onde o destino me enviou em mais de 4 décadas de expatriação, de África, passando pela Europa, América do Sul, Central, do Norte e Sudeste Asiático. Encontrar, acidentalmente, graças à maravilha que é a Internet, amigos de quem nada sabia há mais de meio século é ouro sobre azul nesta fase em que só me resta recordar.

Ainda participei nalguns jogos do Grupo Desportivo Viação Sernache. Suponho que esta foto já é posterior à minha partida. Reconheço vivamente quase todos na foto, com destaque para o Amâncio, companheiro de tantos jogos, que nos deixou para sempre tão prematuramente. Também estive algum tempo alojado em casa dele. Foi na casa do Amâncio, corria o ano de 1958, que numa noitada de jeropiaga à fartazana, eu, o Prior e o Dr. Vasconcelos jogámos futebol com o rádio do Vasconcelos ao som da Piccolissima Serenata – ouvir http://www.youtube.com/watch?v=XY0TsLb-WLo -, e o Prior na manhã seguinte acordou só com os punhos da camisa porque eu na tentativa de despi-lo arranquei-lhe a camisa e deixei-o só punhos. Que Deus o guarde o Amâncio e todas(os) as(os) que nos deixaram!

Depois de Cernache frequentei o Cape Technical College, a Faculdade de Ciências Económicas da Cape Town (licenciatura), a Universidade InterContinental de Plantation na Florida (mestrado) e outras instituições de ensino estrangeiras. As minhas três filhas e filho frequentaram sempre instituições de ensino no estrangeiro com destaque para a Ana Paula que frequentou duas universidades mundialmente famosas, Columbia University em Nova Iorque e McGill University em Montreal no Canadá. Não encontrei melhor instituição de ensino sob o posto de vista meramente pedagógico que o IVS. Credito sem pestanejar ao IVS o sucesso nos estudos superiores e, mais tarde, na capacidade de concorrência no mercado internacional de trabalho.

Encontrar o nosso Saúl foi a cereja em cima do bolo.

Natal Feliz e que 2010 veja realizadas todas as vossas expectativas, incluindo as do foro mais íntimo.


Grande abraço,

Sérgio (IVS nº 192)

Sérgio Lopes disse...

Ontem à noite tive o imenso prazer de conversar com o Saúl durante algum tempo via conferência vídeo Windows Live. Recordámos muitos dos momentos felizes da nossa juventude em Cernache, recordámos os nossos colegas e amigos comuns. O Saúl tem uma memória privilegiada, que preencheu algumas das minhas lacunas. Foi particularmente agradável reencontrar-me com a Esmeralda, sua mulher, que vi crescer numa linda jovem, tornando-se na rapariga mais cobiçada de Cernache dos anos 50. Felizardo do Saúl em tê-la “agarrado. Depois ainda apareceram por lá a filha do casal e as netas, ficando eu a saber que as netas são gémeas. Que família linda!

Jamais esquecerei o momento que espero se repita assiduamente, uma vez que 53 anos não podem reduzir-se a uma única conversa.

Sérgio (IVS nº 192)

Antonio Garcez disse...

Também eu estive na noite de Natal a conversar com a Esmeralda até quase ás 2 da manhã muito embora tivesse a casa cheia de familiares. Foi um prazer enorme conhecer a Débora que é linda. O Saul é um afortunado em ter aquela família. A Esmeralda ainda tem traços da beleza de outrora, parece que o tempo não passou por ela. Enfim, tive um Natal diferente.
Sei que tentaste contactar-me via telemóvel, mas estive 3 dias sem rede vodafone devido ao temporal, só ontem ás 13 horas foram restabelecidas as comunicações.
Um abraço